Buscar
  • Ajustados

Glúteos fracos e dor nas costas


A dor nas costas pode surgir por diversas causas. Um dos principais contribuidores para o seu surgimento é a fraqueza dos músculos glúteos ou a inibição de sua ativação no momento correto. A fraqueza ou a inibição podem ocorrer em qualquer pessoa, inclusive em praticantes de atividade física, treino de força e atletas.


O que são os glúteos?


Os glúteos são músculos formados por 3 musculaturas diferentes:


1. Glúteo máximo

É o maior e mais superficial dos músculos glúteos. O principal movimento realizado é a extensão do quadril, que ocorre quando fazemos um movimento com a coxa para trás. Também realiza o movimento de rotação lateral do quadril.


2. Glúteo médio

Localiza-se abaixo do glúteo máximo. Realiza movimentos de abdução do quadril, quando afastamos a perna do corpo, e rotação do fêmur.


3. Glúteo mínimo

É o mais profundo dos três músculos. Realiza movimentos similares aos do glúteo médio, contribuindo para a estabilização do quadril.

Os músculos glúteos são essenciais para a manutenção da postura ereta e para estabilizar o quadril, o que auxilia na propulsão para frente e na realização de movimentos em diferentes direções.


Como isso afeta sua coluna


Glúteos fracos são um dos principais causadores de dores nas costas, principalmente na região lombar. Essa fraqueza leva à perda do alinhamento do corpo, afetando seu equilíbrio, postura e movimento. Com a mobilidade alterada, o corpo acaba por forçar as articulações da lombar para compensar a falta de tonicidade muscular, o que acaba provocando dores e desconfortos na região. Outras compensações também começam a ocorrer, e a afetar outras partes do corpo, como pernas, joelhos e tornozelos.


A fraqueza e a inativação do glúteo podem ocorrer em qualquer pessoa, não apenas em quem é sedentário. Ficar sentado por longos períodos de tempo, uma realidade para a maioria dos trabalhadores e estudantes, provoca a contração dos músculos flexores do quadril e impede a ativação dos glúteos. A imobilidade da pelve causa uma compressão na coluna lombar que leva à dor e desconforto nas costas. A postura sentada também reduz a atividade dos nervos localizados na região glútea, afetando a estimulação e a contração desses músculos. Essa disfunção também é conhecida como Síndrome da Amnésia Glútea.


É importante salientar que, uma vez que nosso corpo entrou nesse padrão de adaptação provocado pela fraqueza e inibição muscular, os treinos de fortalecimento reforçam esse padrão e não são suficientes para a correta ativação dos glúteos. Fortalecer a musculatura dentro desse padrão pode provocar reincidência de lesões por forçar um movimento inadequado.


Ativação glútea e quiropraxia


O fortalecimento e o alongamento dos músculos glúteos são fundamentais para sua correta ativação. É necessário então a prática de exercícios específicos que isolem e trabalhem os glúteos. Exercícios como ponte, agachamento, clamshell, squat e step, dentre outros, são ótimos para promover o fortalecimento e a ativação dessa região, mas é sempre aconselhável a orientação de um educador físico ou fisioterapeuta para formular e acompanhar quais os melhores exercícios para o seu caso e para verificar a correta postura durante sua realização para evitar lesões. Quanto mais forte a musculatura glútea, menos o corpo exige dos músculos e articulações da perna e da lombar e, consequentemente, menos dor.


A quiropraxia auxilia na recuperação e ativação devolvendo mobilidade para as articulações do quadril, aliviando a sobrecarga na lombar e nos membros inferiores e reduzindo a dor. Com o uso de instrumentos e outras técnicas, também atua na liberação da musculatura contraída. Através dos ajustes, o quiropraxista alivia dores e desconfortos, promove aumento no bem-estar e ainda previne o surgimento e a reincidência de problemas de saúde, sendo vital para o melhor funcionamento, equilíbrio e flexibilidade do corpo.

0 visualização

Unidades: São Paulo | Aracaju