Buscar
  • admin

Coronavírus, isolamento e auto-cuidados



A essa altura, imagino que você já tenha lido repetidas vezes sobre os hábitos necessários para lidar com o novo coronavírus, lavar as mãos ou usar álcool gel (de preferência 70%), não tocar boca, olhos e nariz sem a devida higiene, procurar atendimento emergencial somente se os sintomas envolverem uma febre forte e dificuldade respiratória, em outros casos consulte seu médico.


O que gostaríamos de acrescentar envolve os efeitos do isolamento (que vem sendo chamado de quarentena).


Fazer exercícios vai ajudar você a ficar emocionalmente melhor durante o isolamento, prevenir perda de massa muscular e manter a saúde da coluna, mas faça direitinho, com acompanhamento profissional, ou cuidado redobrado na tentativa de seguir instruções por vídeo. Acima de tudo, cuidado para não super-compensar o desgaste emocional e a ansiedade nos exercícios. 


Pintar, escrever, desenhar, redes sociais, filmes e séries super ajudam a manter a mente distraída e entretida, assim como outra super dica que é meditar! Meditação traz incontáveis benefícios físicos e mentais, é fácil, exige pouco tempo e é grátis!


Tudo isso é muito bacana, mas a minha dica de ouro é a seguinte: NÃO SE COBRE. Não se exija militarmente de fazer nenhuma dessas coisas, em tempos de “Faça isso/Faça aquilo”, no automatismo do dia-a-dia somado à ansiedade da reclusão, muitas pessoas tem se sentido cobradas de fazer as coisas. Junto com as recomendações que acatamos vinda de especialistas, as dicas amadoras acabam se aproveitando para soar como ordens. No meu Instagram fervem os especialistas digitais vendendo seus info produtos. Respire e não pire, como diz o dito popular. Faça as coisas no seu ritmo, ou nem faça se não estiver legal para isso. Respeite-se, saiba que uns lidam bem com o isolamento, mas outros têm dificuldades, e está tudo bem, porque somos diferentes.


Respeitemos, a nós e aos outros, e que essa seja a maior lição aprendida neste tempo difícil.


Rafael Santos é Quiropraxista graduado e com experiência na área há 8 anos, dedica-se a estudos da profissão e outros assuntos de interesse. Atualmente é o quiropraxista responsável pelo consultório do Ajustados Unidade São Paulo.

10 visualizações

Unidades: São Paulo | Aracaju