Buscar
  • Ajustados

Como escolher seu colchão

Atualizado: Mar 9




Quando consideramos que passamos cerca de 1/3 de nossas vidas deitados na cama e a importância da qualidade do sono para a saúde, vale a pena compreendermos como escolher o colchão apropriado para fornecer o máximo de suporte e conforto para nosso corpo. Um colchão inadequado ou de má qualidade podem causar distúrbios do sono, dores e tensões musculares, dores de cabeça, cansaço e ainda prejudicar a saúde da coluna. Torna-se essencial então sabermos escolher o colchão ideal para preservamos nossa saúde. Essa decisão pode ser um pouco difícil de ser tomada quando vemos a quantidade de diferentes produtos com diferentes características existentes no mercado, separamos então alguns tópicos importantes para que você possa investir no melhor produto para sua saúde.


Tamanho


Primeiramente identifique qual o tamanho do colchão apropriado para suas necessidades. Isso implica em providenciar um que proporcione espaço e conforto para que você possa se movimentar durante o sono sem interromper o sono de alguém que compartilhe a cama com você. Um colchão muito pequeno leva a disputas por espaço para dormir e ainda pode atrapalhar seu sono e de seu companheiro, além de aumentar os riscos de despertar com dores no corpo em decorrência de ter passado muito tempo dormindo na mesma posição.


Suporte


Um bom colchão é capaz de suportar todo seu corpo e manter sua coluna com a mesma “postura ereta” que uma pessoa estaria se estivesse em pé. Procure prestar atenção em seus ombros, joelhos, quadril e lombar, pois essas regiões pressionam mais intensamente o colchão e, sem o devido suporte, podem provocar desconfortos durante a noite ou logo ao despertar.

A falta de suporte adequado do colchão pode interferir no alinhamento da coluna e na tonicidade muscular. Um colchão que oferece pouco suporte pode forçar as estruturas articulares e obrigar os músculos a se contraírem para suprir a falta de apoio, gerando dores e desconfortos nas costas e/ou nos músculos. Já um colchão firme demais aumenta a pressão das estruturas articulares e pode fazer com que você se vire a noite inteira em busca de uma posição confortável para dormir.

Um colchão errado pode levar a dificuldades para dormir, rigidez matinal e até mesmo dor lombar crônica. Procure experimentar vários colchões e identificar qual deles melhor satisfaz suas necessidades, mas lembre-se de analisar se a consistência dele não é firme demais e nem muito macio. Atente-se para as informações sobre a densidade do colchão, pois ela varia de acordo com o peso a ser suportado e o material do qual ele é feito.


Conforto


Além das dimensões e densidade do colchão, é importante analisar o conforto que ele proporciona, optando por materiais que permitam a transpiração da pele e a manutenção da temperatura corporal durante o sono. Tecidos e fibras naturais permitem uma melhor termorregulação e ajudam a impedir o acúmulo de umidade no corpo.


Durabilidade


A qualidade do material é muito importante. Este fator determina o tempo de vida útil do colchão, independentemente do material que ele é feito (normalmente espuma ou molas). Então, para que o colchão possa oferecer o máximo de suporte e conforto possível, atente-se para sua qualidade, pois um produto de baixa qualidade deformará mais depressa e expor sua coluna a riscos devido à deformação do material.


Material


Os colchões podem ser de dois materiais: espuma ou molas. A densidade ideal do colchão, além de levar em consideração o peso de quem dorme sobre ele, também varia de acordo com o material que ele feito. Colchões de espuma possuem densidades diferentes de um feito com molas, então é importante escolher primeiro o material de sua preferência para depois analisar a densidade correta.


Molejo


É o conjunto de molas de um colchão de molas, formado por molas individuais ou fios contínuos que formam a estrutura do colchão. Quanto maior a contagem de molas em relação à superfície, maior a resistência e a durabilidade do colchão. Para ter uma referência, um colchão de casal de tamanho padrão deve conter 300 molas ou mais, um tamanho queen deve ter ao menos 375 e o king, 450 ou mais.


Garantia


Os fabricantes de colchão de qualidade costumam oferecer garantia de seu produto. No Brasil, essa garantia é de pelo menos 1 ano, mas há fabricantes que oferecem 5 anos, um grande indicativo da qualidade do produto. O período de garantia não é necessariamente uma indicação de quanto tempo durará o colchão, mas uma proteção contra defeitos do produto ou falhas na elaboração de seu projeto.


Quando trocar seu colchão


Se você acorda repetidas vezes durante a semana com dor nas costas, isso é um indicativo de que chegou o momento de trocar de colchão. O tempo de vida útil de um colchão varia muito de acordo com seu material e densidade, porém, se o seu já possui mais de 10 anos, é interessante trocar por um novo. Além de causar desconforto, procure observar a coloração, odor e deformação de seu colchão, principalmente na região central, onde costumamos dormir.






0 visualização

Unidades: São Paulo | Aracaju